ANAIS 4° CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS - ISBN: 978-85-87406-40-8

inscricoes

 

REALIZAÇÃO:


Desenvolvimento Local e Regional: Uma Abordagem Sistêmica

Atenção: A edição Especial da Revista FACEF Pesquisa com artigos apresentados no 4° Congresso Brasileiro de Sistemas será publicada no 1° semestre de 2009. Os artigos ainda se encontram em fase de avaliação.
Divulgação dos resultados: 1° semestre de 2009


29 e 30 de outubro de 2008 - Franca-SP

A abordagem sistêmica foi desenvolvida a partir da necessidade de explicações complexas exigidas pela ciência, isto é, a necessidade de organização da complexidade do mundo manifestada em diversos sistemas. Sistemas estes que estão por toda a parte, operando isoladamente ou de forma integrada com outros sistemas, podendo ser naturais como os seres humanos, ou elaborados como as empresas, as localidades, as regiões etc. O desenvolvimento local e regional pode ser visto como promoção de crescimento e expansão de comunidades, voltando-se não apenas para os aspectos econômicos, mas também para os aspectos sociais.

O desenvolvimento local e regional reforça a necessidade de formação de identidade da localidade propondo um diferencial entre regiões e comunidades, para que possam enfrentar o mundo de extrema complexidade e competitividade, com suas vantagens competitivas. Assim, a abordagem sistêmica propõe um extenso olhar para o todo visando solucionar problemas e organizar a complexidade atual a partir do entendimento da teoria geral de sistemas.

Nesse sentido, o IV Congresso Brasileiro de Sistemas com o tema central “Desenvolvimento Local e Regional: uma abordagem sistêmica” tem como objetivo propor a discussão e a análise crítica da atuação dos agentes no contexto local e/ou regional sob a perspectiva sistêmica, bem como despertar a consciência sistêmica em diversas áreas do conhecimento, permitindo uma integração de pesquisadores, cientistas, estudantes e professores em um ambiente acadêmico de debates. O IV Congresso Brasileiro de Sistemas é promovido pelo Centro Universitário de Franca Uni-FACEF, localizado em Franca, interior do Estado de São Paulo com o apoio da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP--USP) e também do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina (CCA-UFSC) e espera contar com a presença de 150 participantes.

A história do Congresso Brasileiro de Sistemas inicia com a criação do capítulo brasileiro da ISSS (International Society for the Systems Sciences), que possibilitou a realização do I Congresso Brasileiro de Sistemas com o tema central “ Despertando a consciência para a visão sistêmica: perspectivas para o século XXII”, no ano de 2005, na FEARP-USP, na cidade de Ribeirão Preto, sob a coordenação do Professor Dr. Dante Pinheiro Martinelli. No ano seguinte, 2006, foi realizado o II Congresso Brasileiro de Sistemas com o tema central “Visão Sistêmica para um mundo sustentável”, também realizado na FEARP-USP de Ribeirão Preto, ainda sob a coordenação do Prof. Dr. Dante Pinheiro Martinelli. Na seqüência, foi realizado o III Congresso Brasileiro de Sistemas com o tema central “Prática Sistêmica em situações de complexidade” no ano de 2007 pelo Centro de Ciência Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina sob a coordenação do Prof. Dr. Sandro Luis Schilindwein. E é fato que o Centro Universitário Uni-FACEF apoiou a todos os esses eventos, estando presente com professores e alunos divulgando suas pesquisas científicas e, finalmente, em 2008, passa a sediar o IV Congresso Brasileiro de Sistemas.


JUSTIFICATIVA

O IV Congresso Brasileiro de Sistemas é uma iniciativa do Programa de Mestrado Interdisciplinar em Desenvolvimento Regional do Centro Universitário de Franca - Uni-FACEF, pois acredita que a Visão Sistêmica será fundamental para compreensão da complexidade local e regional manifestada nos diversos sistemas e a interdisciplinariedade será ressaltada com o despertar da consciência sistêmica nas diversas áreas do conhecimento que estiverem sendo debatidas no evento, permitindo uma integração de pesquisadores, cientistas, estudantes e professores.

TRABALHOS APROVADOS PARA APRESENTAÇÃO